Dia Nacional da Luta das Pessoas com Deficiência: porque é importante?

Tempo de leitura: 1 minuto

Oficializada em 2005 mas comemorada desde 1982, a data traz visibilidade à luta das pessoas com deficiência
ilustração de bonecos de papel, com diversas cores de roupas e de pele, com cadeirantes de rodas, de mãos dadas em um círculo, para que todos participem da luta das pessoas com deficiência

Aqui no Brasil, no dia 21 de setembro comemoramos o Dia Nacional Da Luta das Pessoas com Deficiência.

Durante todo o mês voltamos nossos olhos para ações de conscientização.

O dia comemorativo surgiu como mais uma maneira de garantir a inclusão e integração das pessoas com deficiência em todos os âmbitos da sociedade. Sem rótulos, sem preconceitos e de forma mais equalitária.

Apesar de todas as conquistas, a desigualdade, o desrespeito e os preconceitos ainda estão presentes no dia a dia das pessoas com deficiência.

Em todo tempo precisamos chamar a atenção da sociedade para as barreiras que ainda são impostas, exigindo mudanças e mais representatividade, a fim de trazer cada vez mais luz à causa.

Por isso o Dia Nacional da Luta das Pessoas com Deficiência, é tão importante.

A inclusão real de pessoas com deficiência começa na família, passam pelas escolas e precisam chegar às empresas, mídias, ruas, comércios.

Não basta apenas criar lugares acessíveis, é fundamental incluir a todos, para que não haja desvantagens por conta das diferenças (que estão presentes em todos os seres humanos, tendo ou não deficiência.)

Em dias como esse cabe a nós a reflexão: 

Como podemos contribuir para uma sociedade mais inclusiva, menos preconceituosa, com mais respeito, mais oportunidades e, principalmente, uma sociedade mais humana?

Cada um de nós pode transformar um pequeno mundo, cada pessoa tem poder de mudar a vida das pessoas que estão ao seu redor, cobrar medidas efetivas de seus governantes e das empresas, das quais consomem os produtos. 

Cada pessoa pode usar sua voz para trazer ainda mais visibilidade às pessoas com deficiência, exigindo respeito por seus direitos, exigindo espaço para todos.

Entender que temos um papel a cumprir em prol de um país mais inclusivo é o início de importantes e necessárias transformações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *